A naturopatia e os diagnósticos energéticos não podem e não devem levar a um diagnóstico definitivo. Os resultados de examos clássicos, feitos em laboratórios bioquímicos, e os resultados de exames médicos e hospitalares são decisivos e fundamentais para qualquer trabalho naturopático e energético.

Terapias naturais e energéticas não são uma alternativa à medicina clássica mas complementos.
Seria irresponsável ignorar exames e diagnósticos médicos já feitos, como igualmente seria ignorante não mandar fazê-los para ter uma melhor ideia da situação.

Fora as situações simples ou óbvias, qualquer tratamento natural e energético baseia-se em exames existentes.
Os tratamentos naturais e energéticos potenciam, complementam ou reforçam uma terapeutica clássica.

Em casos lineares ou menos graves, os tratamentos naturais podem substituir uma medicação alopática.
No entanto, isso só pode ser verificado ao longo dum tratamento e nunca no seu início.

A medicina clássica é altamente desenvolvida, e sobretudo nas técnicas diagnósticas e cirúrgicas ela consegue resultados admiráveis. Não existe nada que, nestas áreas, possa concorrer ou que a possa substituir.

Fora destas duas áreas, a primeira vantagem de um acompanhamento com terapias naturais e energéticas é a quase completa ausência de efeitos secundários.
A segunda vantagem é a perspectiva holística dos tratamentos, que inclui não somente a parte adoecida mas toda a pessoa com toda a sua complexidade.

A medicina clássica deveria sempre incluir os tratamentos naturais e energéticos na sua terapêutica.
Os tratamentos naturais e energéticas, desde que feitos seriamente, sempre incluem a medicina clássica.

 

Um tratamento pode ser indicado quando houver um dos seguintes sintomas:
Problemas ou Incómodos Físicos
Desequilíbrios Emocionais
Falta de Energia ou Cansaço
Ansiedade, Depressão ou Sintomas de Stress
Acompanhamento de Terapias Médicas
Aumento do Desempenho Profisssional ou Desportivo
Preparação para Provas ou Competições

 

Condições especiais para estudantes e desempregados.