Na psicologia existem dois modelos principais para explicar a razão das agressões.

O primeiro modelo iguala o potencial agressivo com a força criativa ou a libido, que está sempre a querer realização e que, quando não é utilizada ou vivida, com o tempo se acumula.
A gota de água fica então sempre mais provável e a explosão acontece independente da importância do impulso.
Neste modelo a vítima de agressão muitas vezes não tem culpa nenhuma e torna-se alvo de raiva simplesmente porque está à mão no determinado momento.

O segundo modelo baseia-se, em suma, na territorialidade exterior e interior, e pressupõe que a agressão é um intrumento de defesa ou dum ataque para a autopreservação.
A raiva surge, neste caso, durante a observação dum provável inimigo que deverá ser eliminado se não recuar voluntariamente.
Este modelo de agressão, ao contrário do primeiro, permite uma diferenciação entre agressão lógica e boa, e ataques incompreensíveis e portanto maus.
Os conceitos de culpa e castigo começam aqui, porque toda destruição que provocamos fora, abre feridas dentro de nós.

Provavelmente, as razões da agressão humana são um misto dos dois modelos.
Somos instintivos mas também conscientes.

A raiva e a agressão fazem certamente parte do potencial criativo duma pessoa, como também são meios de defesa e de conquista. São armas que temos nas nossas mãos, e que podem ser usadas tanto para a nossa felicidade como para a nossa própria perdição.

Um tratamento está sempre focado na transformação de agressões destrutivas em energia criativa.
O equilíbrio interior é o fundamento para que uma raiva torturante se transforme numa ambição saudável.
Não devemos ter medo da raiva ou da agressão, pois é uma das forças mais poderosas dentro de nós.
Devemos, no entanto, saber utilizá-la ao nosso favor.

 

Um tratamento pode ser indicado quando houver um dos seguintes sintomas:
Problemas ou Incómodos Físicos
Desequilíbrios Emocionais
Falta de Energia ou Cansaço
Ansiedade, Depressão ou Sintomas de Stress
Acompanhamento de Terapias Médicas
Aumento do Desempenho Profisssional ou Desportivo
Preparação para Provas ou Competições

 

Condições especiais para estudantes e desempregados.