O corpo humano é complexo e sútil, e nem sempre um aumento da dose aumenta o seu efeito. Muitas vezes até provoca um efeito contrário.
A dose certa é aquela que o sistema químico e eletromagnético humano consegue assimilar.

Uma única molécula, muitas vezes, consegue mais facilmente chegar ao seu destino do que milhares delas, pois o corpo e as suas células protegem-se das overdoses e bloqueiam-nas.

Para melhorar a situação, é necessário perceber o nível em que existe o problema, e reagir na medida certa e na dosagem correta.
Uma medicação massiva dificilmente alcança os mecanismos sútis e voláteis.

A quantidade e a concentração da medicação é tão importante como a receita adequada.
Com base neste conhecimento, são feitas diferentes diluições da substância indicada.

Uma mensagem, para ter um efeito benéfico, tem de ser compreendida, e raramente uma quantidade massiva provoca melhoras.
O sistema humano é sensível e reage somente a estímulos muito ajustados e específicos.

Uma diluição adequada é essencial.

 

Um tratamento pode ser indicado quando houver um dos seguintes sintomas:
Problemas ou Incómodos Físicos
Desequilíbrios Emocionais
Falta de Energia ou Cansaço
Ansiedade, Depressão ou Sintomas de Stress
Acompanhamento de Terapias Médicas
Aumento do Desempenho Profisssional ou Desportivo
Preparação para Provas ou Competições

 

Condições especiais para estudantes e desempregados.