Dentro da fitoterapia, que é a terapia com plantas, existe a gemoterapia, que utiliza a essência dos gomos, popularmente também chamados de botões ou brotos.

Os gomos duma planta contêm toda a informação da futura planta, como também os meios químicos e energéticos para que o rebento possa crescer e desenvolver este potencial.
Podemos comparar as células dum gomo com aquelas dum embrião, e a gemoterapia com a terapia com células estaminais.

Nos gomos encontram-se, em maior concentração do que numa planta adulta, ácidos nucleicos, proteínas, vitaminas, hormonas, enzimas e aminoácidos.
Todas estas substâncias são altamente ativas e podem ser utilizadas em tratamentos terapêuticos.

A gemoterapia trabalha com uma quantidade restrita de plantas, que são utilizadas para situações muito específicas. De certa maneira, um gemoterápico é a essência dum grupo de medicamentos.

A gemoterapia acompanha os tratamentos para aumentar a sua eficácia.

 

Um tratamento pode ser indicado quando houver um dos seguintes sintomas:
Problemas ou Incómodos Físicos
Desequilíbrios Emocionais
Falta de Energia ou Cansaço
Ansiedade, Depressão ou Sintomas de Stress
Acompanhamento de Terapias Médicas
Aumento do Desempenho Profisssional ou Desportivo
Preparação para Provas ou Competições

 

Condições especiais para estudantes e desempregados.