Os oligoelementos, também chamados de micronutrientes, são substâncias que o organismo necessita para funcionar, mas que não fornecem energia, como o fazem os macronutrientes proteína, carbohidráto ou lípido. São catalizadores que possibilitam gerar energia a partir de outros.

Manganês, Selênio, Iodo, Molibdênio, Silício ou Flúor são alguns dos mais conhecidos oligoelementos usados como suplementos terapêuticos. No entanto, muitos metais, aminoácidos, vitaminas e ácidos Omega também são considerados oligoelementos.

As mais importantes funções da maioria dos oligoelementos são metabólicas ou endócrinas.
Os micronutrientes desempenham um papel importante no crescimento, na manutenção e na renovação das células. Estão relacionados com a renovação da pele, dos ossos, da musculação, do sangue e dos nervos. Também têm uma função importante na criação química de secreções, sobretudo das hormonas.

Em casos de prolongada doença, estados contínuos de stress ou exposição à substâncias tóxicas, como também em casos duma alimentação deficiente, o organismo necessita dos oligoelementos em maior quantidade.
A falta destes micronutrientes provoca estados de carência física que resulta em problemas metabólicos e hormonais.

Os oligoelementos mostram efeitos a todos os níveis, desde o físico até ao psíquico.

 

Um tratamento pode ser indicado quando houver um dos seguintes sintomas:
Problemas ou Incómodos Físicos
Desequilíbrios Emocionais
Falta de Energia ou Cansaço
Ansiedade, Depressão ou Sintomas de Stress
Acompanhamento de Terapias Médicas
Aumento do Desempenho Profisssional ou Desportivo
Preparação para Provas ou Competições

 

Condições especiais para estudantes e desempregados.